CARTA PRA VOCÊ: SE EU PARAR AGORA O TERRORISMO E FASCISMO VENCEM

Israel, abril de 2017

Querido você,

A gente se encontrou exatamente em um novo marco na minha vida, esse mês completou 1 ano que me despedi e peguei a estrada. Nesse meio tempo passei por muitos países, incontáveis cidades e conheci muita gente. No entanto, esse enredo já foi contado no Cartas em Trânsito, com você eu quero começar uma nova história e dividir o que o presente-futuro me reserva.

Os últimos quase 3 meses estive por Israel

Contra o fascismo e o terrorismoEm Tel Aviv, o hostel Overstay me adotou e eu fiz dele meu lar. Aqui eu chorei algumas vezes escondida na minha cama, cozinhei quase todos dias para todos os funcionários, conheci uma pessoa muito especial e fiz amigos para uma vida.

Ontem fiz minha mala e disse adeus. Chorei ao olhar as carinhas que foram minha família nos últimos meses, em pensar que provavelmente não nos veremos mais. Fui para o ponto de ônibus e…

 

Voltei para o hostel.

Sobre o terrorismo e fascismo…

fascismo, terrorismo
Feira de Natal em Berlim – Homenagem aos mortos e feridos do atentado terrorista

Em dezembro estava em Bremen me preparando para chegar em Berlin quando tive a notícia de um atentado terrorista, um caminhão não freou diante de uma das feiras de natal. Muitos feridos e 12 mortos.

Em Londres eu estive em duas suspeitas de bomba, uma tentativa de incendiar um ônibus e eu ainda ajudei o motorista a escapar, assisti a polícia recolher 5 corpos assassinados por um fanático e se eu puxar pela memória acredito que posso contar muitas coisas.

Se meus amigos não sabiam disso até agora é porque decidi não contar

ser livre é também lutar contra o terrorismo o fascismo

Essa parte da minha viagem é muito pequena perante as experiências maravilhosas que a estrada me reservou, quando ponho na balança eu constato que era somente o lugar errado no momento errado.

A segurança de Israel me assustou muito, em cada voo marcado a incerteza de entrar no países, as imigrações nos aeroportos e as incontáveis perguntas quando olham meu passaporte são perigos constantes para nós mochileiros. Reino Unido, EUA e Israel estão neuróticos com segurança, ora por medo dos imigrantes fazerem com eles o que outrora fizeram com a gente sob o pretexto da “colonização”, ora por conflitos de guerra.

Em dois dias farei a segunda tentativa de sair daqui e chegar na Grécia porque eu não posso parar. Se eu parar agora o facismo e o terrorismo vencem.

Não que eu não tenha medo, acredite que eu tenho e muito, mas porque continuar na estrada, incentivar pessoas a ocuparem o mundo que nos pertence é maior que a minha necessidade de me proteger de um ataque pessoal. O Cartas em Trânsito sempre foi resistência: ao machismo, aos padrões e porque não ao facismo e ao terrorismo.

 

Não me entenda mal, não sou uma nova versão da mulher maravilha

Não ao fascismo e ao terrorismo Mesmo porque estaria mais para Jessica Jones.

Eu só não admito mais que gente perversa tome o controle da minha vida, gente capaz de assassinar inocentes em uma feira de natal, em uma mesquita ou em um cinema.

Eu tenho $20 dólares no bolso e tenho toda a esperança que a próxima imigração não me perguntará quanto eu tenho. Um hotel e uma família em Cyprus disseram que posso ficar com eles e isso me deu a esperança que preciso.

Uma coisa eu falo pra você, vá onde seu espírito mandar

Ser livre é lutar também contra o fascismo e o terrorismo

Desejo que você possa experimentar o que é ser livre de verdade. Corra e misture-se com moradores locais e com pessoas que possam pensar diferente de você, coma comida estrangeira, sorria para estranhos e saia mais forte após cada experiência.

Eu tomarei algumas precauções mas seguirei viajando e aconselho você a fazer o mesmo, a “hora errada” não escolhe lugar, ela pode acontecer simplesmente em uma quarta-feira enquanto assiste ao futebol, então não a use para se aprisionar. A use para se tornar cada vez mais livre.

Em um mundo insano, já dizia minha avó: “remédio para louco é louco e meio”.

Te vejo pelo mundo?

Com amor, Nay.

 

 

Deixe aqui o seu comentário