No Equador, um passeio pela Avenida dos Vulcões a partir de Quito

Você já pensou em conhecer algum dia um local chamado de Avenida dos Vulcões? No Equador isso é bem possível e será uma aventura bem interessante.

Em 1802, ao conhecer o vale interandino do Equador, que se estende por mais de 300 quilômetros de comprimento e 50 de largura, o explorador alemão Alexander von Humboldt batizou a região com esse nome.

vulcao equador

E o roteiro para quem quer conhecer mais inicia na capital Quito. A cidade se estende ao longo da face leste do vulcão Pichincha, com três picos, o mais alto deles com 4784 metros de altitude e histórico de várias erupções.

Outros picos também fazem parte do visual, mas é indo para o sul da cidade, em direção a Latacunga, que começa de verdade a jornada.

Como fazer o trajeto

Alugar um carro é a melhor forma de conhecer a região. E logo no início você encontrará o vulcão Cotopaxi, com 5897 metros de altitude, sendo um dos cinco vulcões ativos mais altos do mundo.

:: Conheça o incrível vulcão que expele lava azul, na Indonésia

Depois, virando a direita na cidade de Latacunga, você encontrará o mais impressionante deles, o Quilotoa. Apesar de ser menor, com 3914 metros, no mirante de seu topo há uma visão deslumbrante, com uma cratera de 250 metros que abriga um lago de três metros de diâmetro.

O vulcão ainda está ativo e emite gases, mas não entra em erupção desde 1280.

quilotoa

Seguindo a viagem, você encontrará no trecho da rodovia Panamericana um gigante acompanhando a viagem. Trata-se do Chimborazo, com 6262 metros de altura. É o ponto mais alto do Equador. E é considerado também o ponto do planeta mais distante do seu centro.

O motivo é que ele está localizado próximo da linha do Equador, onde o diâmetro de terra é 43 quilômetros maior do que de um polo a outro.

Continuando pela estrada, você terá outras vistas impressionantes e verá outros vulcões. E na Ruta de las Cascadas, na cidade de Baños, um bondinho ajuda os turistas a chegar ao topo da cachoeira Manto de la Novia.

:: 6 lugares imperdíveis que resumem a beleza da Patagônia

E depois de um dia intenso de passeio, a dica é relaxar em uma piscina de águas termais com águas aquecidas naturalmente. É possível fazer também passeios noturnos que te levam a um mirante. Em dias sem nuvens e com maior atividade vulcânica você pode ver as luzes emitidas pela lava vermelha na cratera do vulcão.

manto de la novia

Essa é uma das opções de passeio no Equador, que conta também com outros atrativos. Mas não dá para negar que a possibilidade de conhecer vários vulcões e passar bem perto de todos eles é uma aventura muito interessante e que vai deixar qualquer aventureiro com o coração disparado de vontade de ir fazer esse trajeto.

Aproveite que esse passeio é acessível, arrume as malas e vá para o Equador fazer esse roteiro bem interessante.

Deixe aqui o seu comentário