Como Cumprir Suas Metas De Fim De Ano (Infalível!)

Você é daquelas pessoas que deixa as mudanças pra amanhã?

Daquelas que esperam a próxima segunda feira pra cumprir aquilo que vem prometendo há várias segundas?

Você é daquelas pessoas que ano a ano faz promessas em dezembro, com a esperança de que as coisas sejam diferentes?

Antes de começarmos essa conversa, saiba que as coisas serão sempre as coisas. Eu preciso dizer isso: Você não conseguirá mudá-las. O que você pode mudar, é sua percepção em relação a essas coisas.

Compreender que há outros pontos de vista é o início da sabedoria

O ano novo não trará coisas novas se você não se posicionar como uma pessoa nova. Os mesmos caminhos levarão aos mesmos fins. A questão aqui é: Você quer uma vida de repetições ou uma vida de surpresas e acontecimentos espetaculares? Se a sua opção é a segunda, continue lendo!

Muitas pessoas chegam à velhice e se perguntam: “E se eu tivesse…”. Essas reticências muitas vezes são preenchidas com projetos que deixamos pra trás. Algumas vezes tais projetos são deixados para trás por acharmos que não seríamos capazes de realizá-los. Em outros casos, deixamos pra trás por não achar que somos merecedores. Vai aqui uma pergunta provocativa agora:

Você acha que merece viver a vida dos seus sonhos?

Se você se considera merecedor hoje, já avançamos muitos passos nessa jornada de cumprimento de metas. Se ainda não acredita plenamente nesse tal merecimento, se acalme. Isso é mais normal do que parece (e tem solução).

Afinal, você tem metas?

O primeiro passo para se atingir uma meta, é saber qual meta é essa.

Se você não souber pra onde vai, nem saberá se chegar lá.

Se você chegou até aqui nesse texto, deve mesmo querer mudar alguma coisa na sua vida, e eu quero que você tome sua primeira decisão em relação a isso agora.

Você pode clicar aqui  e baixar sua tabela de mudanças. Ele é simples e objetivos. São 4 colunas como você pode ver na figura abaixo, e você irá preenchê-las assim.

Coluna 1: O que eu não quero?

Nessa coluna você colocará todos os itens que hoje não te deixam satisfeito.

Alguns exemplos…

1-Eu não quero mais fumar

2-Eu não quero mais ser gordo (a)

3-Eu não quero trabalhar tanto

Não sei como você preencherá a coluna 1, mas sugiro que o faça com a maior sinceridade.

Coluna 2: O que eu quero no lugar?

Nessa coluna você colocará o novo cenário, depois que você resolver a situação colocada. Ficaria mais ou menos assim

1-Eu não quero mais fumar. No lugar disso eu quero respirar melhor, sentir o gosto dos alimentos e não cheirar como um cinzeiro

2-Eu não quero mais ser gordo. No lugar disso eu quero me olhar no espelho e gostar mais de mim do que gosto hoje.

3- Eu não quero trabalhar tanto. No lugar disso, eu quero trabalhar 20 horas por semana para ter mais tempo para estudar.

Coluna 3: Para quando?

A diferença entre sonho e meta é que  a segunda tem data para acontecer. Se você se compromete, você diz a seu cérebro pra ele arrumar um jeito de fazer aquilo acontecer. Tudo na vida acontece duas vezes: A primeira delas acontece na mente, enquanto a outra acontece no plano material.

Nessa coluna você dirá a data que cada um dos itens da sua coluna 1 serão parte do seu passado e os da coluna 2 do seu presente. Seja específico, colocando dia, mês e ano para essa mudança. É aqui que se assume o compromisso verdadeiro. Escrever é tão poderoso que muita gente deixa isso pra lá. Quando você fica em dúvidas se colocará esses planos por escrito eu te faço a pergunta que ouvi certa vez de um amigo: 

Você tem medo de tentar ou de não conseguir

A coluna 3 ficaria mais ou menos assim

1-Aconteça o que acontecer. vou parar de fumar no dia 28/12/2016 as 22:30. Pararei esse horário pois fumarei meu último cigarro antes de dormir nesse dia.

2-Aconteça o que acontecer, vou atingir meu peso idealizado no dia 05/06/2017.

3- Aconteça o que acontecer, Trabalharei 20 horas por semana a partir de 10/08/2017

Coluna 4: Como saberei se consegui? – Verificação

O nadador Michael Phelps, o maior medalhista olímpico da história, já afirmou em várias entrevistas que mentaliza seus resultados antes deles acontecerem. Se ele é hoje o maior medalhista de todos os tempos, é porque ele um dia acreditou que isso seria possível.

Michael Phelps Jovem

A quarta e última coluna você preencherá com o que chamo de verificação. O que precisa ver, ouvir e sentir para saber que a meta foi alcançada?

Na minha tabela de exemplos ficaria assim.

1- Eu saberei que parei de fumar, depois de 1 ano sem colocar um cigarro na boca.

2- Eu saberei que atingi meu peso ideal quando gritar “U-hu, consegui” na farmácia da esquina da minha casa na data aprazada.

3- Eu saberei que consegui meu trabalho ideal quando ler em meu holerite o pagamento de 20 horas semanais, e ao lado ver uma pilha com 5 livros que li no tempo que me sobrou pra estudar.

Como você pode notar, todas essas colunas tem que ser preenchidas de acordo com as SUAS metas, as SUAS vontades e as SUAS verificações.

Ah, e é importante frisar que essa planilha pode ser mudada quando você quiser. Não importa mudar suas metas, desde que existam novas metas.

Depois de preencher essa planilha com toda a sinceridade, você deverá deixá-la em um lugar visível, e ler seus objetivos constantemente. Eu leio os meus todas as manhãs.

Talvez você esteja se perguntando agora se essa planilha realmente funciona, ou se é mais um post bobo de internet. Você só saberá a resposta desse questionamento em prática e analisando os resultados.

Eu poderia dissertar sobre todos os livros que eu li sobre o assunto ou até falar por vários parágrafos das minhas formações para te convencer que o que disse acima funciona. Entretanto, vou argumentar apenas com uma palavra: TESTE! Eu escrevo esse post pra te ajudar com conhecimentos e ações que transformaram totalmente minha vida. Passar essa mensagem pra frente é muito importante pra mim, pois eu posso te dar a oportunidade de fazer o mesmo. Colocar em prática o que está escrito só compete a uma pessoa: Você!

Lembra da pergunta? Você tem medo de tentar, ou de não conseguir?

Para mudar qualquer coisa significativa na sua vida, você tem que se comprometer. Não sei se você é daquelas pessoas que pula 7 ondas na virada do ano, mas não me parece muito sábio deixar as mudanças mais importantes da sua vida na mão de Iemanjá. Seja você uma pessoa religiosa ou não, deve conhecer o conceito de livre arbítrio.

Você e suas vontades tem que ser maior que as adversidades que possam aparecer e te fazer ir contra sua meta. Por isso eu saliento em todos os itens da coluna 3:  aconteça o que acontecer.

Então quer dizer que mudar é fácil?

Mudar não é fácil, mas é extremamente simples. Para uma pessoa de fumar, por exemplo, basta que ela mude uma coisinha só: Nunca mais colocar um cigarro na boca. Agora pensemos: Se é tão simples mudar, porque a maioria das pessoas não consegue e passa a vida toda reclamando das mesmas coisas?

Eu gostaria de ter uma verdade absoluta aqui, e com certeza se eu a tivesse, ela valeria MUITO dinheiro. Sinto-me à vontade, porém, de dar a minha opinião, embasada em meus estudos e auto-experiências:

As pessoas desistem antes de ter tentado o suficiente

O fumante volta a fumar 1 maço por dia depois de anos, por não saber lidar com o fracasso de ter fumado apenas um cigarro.

A pessoa em dieta desiste de emagrecer após comer uma torta de morango inteirinha quando deveria estar comendo batata doce.

Depois do ato falho vem o convencimento “Eu não consigo parar de fumar” ou “Eu vou é comer o que eu quero. Não sirvo pra essas coisas de dieta”.

E se eu falhar?

Dizemos amigavelmente para os outros que “Errar é humano”, e muitas vezes punimos a nós de maneira cruel quando saímos do trilho.

Se você ficou sem fumar por um ano e fumou um cigarro você falhou? Ou você venceu, todas as outras vezes que não aceitou um cigarro?

Se você voltou a fumar só depois de um ano, VOCÊ JÁ CONSEGUIU! Valorize seus grandes acertos ao invés de se focar em um ato falho.

A diferença entre o mestre e o aprendiz

Posso soar grosseiro em dizer que: Eu tenho certeza que você vai falhar em suas mudanças. O que eu não sei, entretanto, é como você vai agir em relação a essa falha.

Para qualquer tipo de mudança bem sucedida são necessários apenas dois passos.

Passo 1: Começar a mudança

Passo 2: Não desistir da mudança. Ou você muda, ou morre tentando.

Se você quer um ano de mudanças ao invés de um ano de mimimi, de o seu Passo 1 AGORA. Preencha sua planilha, e siga em frente até conseguir o que quer. O que te separa da vida dos seus sonhos é apenas foco e disciplina.

Se todo mundo tem a vida que merece, qual a vida você fará por merecer a partir de agora?

Boas festas, e boas mudanças para você leitor.

Sinta-se abraçado

 

Rafael Incao

 

Deixe aqui o seu comentário