Rota do Cangaço, turismo pelo refúgio de Lampião e Maria Bonita

No sertão nordestino e nos cenários sertanejos duas figuras ganharam muita fama e mesmo depois de mortas ainda são lembradas e famosas. São elas: Lampião e Maria Bonita. Lampião é um dos personagens do nordeste mais lembrados do Brasil.

E o Rei do Cangaço, como era conhecido, é tão popular ainda hoje em dia que no extremo noroeste do Sergipe há um endereço que depois de ter feito parte da história no início do século passado hoje virou rota turística.

Em Canindé de São Francisco, cidade que fica 200 km da capital Aracaju, fica o local que recebe visitantes do mundo todo para conhecerem os trajetos que Lampião e Maria Bonita fizeram. Um roteiro dedicado aos tempos de cangaço, com circuito que dura cerca de quatro horas, incluindo navegações entre paredões rochosos do Velho Chico, passagem por trilhas históricas e almoço regional.

:: Os destinos do Nordeste que inspiram a novela Velho Chico

O desembarque ocorre no Cangaço Eco Parque, na Fazenda Angico. E embora o local tenha muitas atividades como parede de escalada e passeio de jegue, o que o turista procura lá é a história do passado. A Grota do Angico, onde Lampião, Maria Bonita e outros nove cangaceiros foram surpreendidos por uma emboscada que custou suas vidas, é o local que mais chama a atenção e desperta a curiosidade dos visitantes.

Cangaço Eco Parque. Foto: Divulgação Creative Commos/Marinelson Almeida
Cangaço Eco Parque. Foto: Divulgação Creative Commons/Marinelson Almeida

No dia 28 de julho de 1938 o banco foi encontrado por 49 soldados da polícia alagoana e suas cabeças foram degoladas por homens com sede de vingança. Quem mora na região e até quem conhece um pouco da história vai lembrar da imagem famosa dos 11 crânios que na época ficaram expostos na escadaria da prefeitura de Piranhas (AL), cerca de 12 km do local.

Essa história e tudo que envolve os cangaceiros é muito lembrada e desperta muita curiosidade. Para fazer a trilha do Angico são cerca de 3,5 km com sol forte e em terreno pedregoso e irregular. Para quem não tem preparo físico pode ser um pouco difícil, mas é o esforço que você precisa fazer para conhecer um dos capítulos mais conhecidos da história do nordeste.

:: Mangue Seco e Praia do Saco, dois destinos paradisíacos entre a Bahia e o Sergipe

E continuando o roteiro, na Fazenda Mundo Novo, área de 663 hectares cheia de pinturas rupestres no meio da vegetação da Caatinga, fica o local onde Lampião e seus cangaceiros usavam como refúgio, cerca de 30 km de Canindé de São Francisco. O local ainda hoje guarda a história desse personagem brasileiro.

Os detalhes da história podem ser conhecidos na Trilha do Cangaço, que tem 557 metros de extensão e passa pela famosa Banheira de Maria Bonita, formação rochosa onde a mulher de Lampião costumava se banhar em dias de chuva e também passa pelo local onde o casal dormia.

O Brasil tem uma história muito rica e é difícil não ter vontade de conhecer. Essa é uma das mais conhecidas do país certamente. E quem for para o Sergipe pode aproveitar para conhecer um pouco mais desse roteiro que certamente vale a pena ser feito.

Deixe aqui o seu comentário