Inspirado em Dom Quixote, viajante percorre a pé estados brasileiros distribuindo poesia

Uma jornada de 4 mil quilômetros por 12 estados brasileiros foi iniciada em maio do ano passado pelo poeta Diego Miranda.

A viagem, que começou em São José dos Campos, está sendo feita a pé pelo litoral brasileiro. O combustível? Pura poesia. Isso mesmo, na maior parte do tempo Diego caminha. Carona, apenas em alguns poucos trechos para se proteger da chuva, restabelecer as energias ou por segurança.

Diego Miranda, o cavaleiro andante
Diego Miranda, o cavaleiro andante

A vida é poesia

Miranda conta que o objetivo é dividir a sua bagagem poética, além de adquirir novas, despertando nas pessoas a poesia que cada um carrega dentro de si. “A vida por si só, é pura poesia”, diz.

:: Itaúnas: vilazinha de charme, calmaria, mas também de festival de forró

Inspirado em Dom Quixote, ele assume o papel de cavaleiro andante durante a viagem e caminha em média 45 quilômetros por dia. Entre um destino e outro, costuma se apresentar em instituições sociais, escolas, comunidades, abrigos, prisões, centros de atendimento a adolescentes. Por todo lugar há espaço para a sua poesia, que chega aos ouvidos em forma de palestras, oficinas e workshops.

Exposição em Caraguatatuba
Exposição em Caraguatatuba

Ele conta que já transmitiu sua mensagem diretamente a mais de 1000 pessoas, de crianças a idosos, nas cidades de Caraguatatuba e Ubatuba (SP), Paraty e Rio de Janeiro (RJ), Vila Velha, Vitória e Serra (ES). Diego compartilha relatos sobre a caminhada, sobre as vivências e sobre os trabalhos voluntários que desenvolve.

“Também ando pelas ruas distribuindo poemas para os transeuntes e aceito qualquer contribuição, inclusive sorrisos.”

Palestra em Paraty, Rio de Janeiro
Palestra em Paraty, Rio de Janeiro

O destino e os planos

A ideia é chegar até Delta do Parnaíba, arquipélago que fica na divisa do Piauí com o Maranhão. De mochila e sem recursos, conta com a ajuda de quem se solidariza com a causa. Assim, consegue alimentação e lugares para dormir e fazer sua higiene pessoal.

:: “Carona” com Blablacar pode garantir até 50% de economia em transporte no exterior

Depois de toda a andança, o cavaleiro pretende reunir em um livro as histórias sobre suas vivências. “Quero que a literatura alcance ainda mais pessoas”, explica.

O cavaleiro andante atualmente está na região da Grande Vitória, no Espírito Santo – terceiro estado da caminhada –, e depois seguirá para o litoral da Bahia. Quem quiser acompanhar suas aventuras e aprendizados pela estrada pode acessar a página Diego o Cavaleiro Andante no facebook.

Deixe aqui o seu comentário