Ir até o topo é um desafio para quem visita Monte Roraima

Um dos mais altos planaltos, que ganhou esse aspecto devido à ação do vento e da chuva que aos poucos foram moldando as suas rochas, o Monte Roraima impressiona pela sua imensidão. Abrangendo um território que se estende por três países (Brasil, Guiana e Venezuela) o monte é completamente plano e de uma beleza indescritível para qualquer pessoa que conheça esse lugar.

Pode ter certeza que você vai se impressionar ao conhecer. No Brasil, como é de imaginar pelo nome, pertence ao estado de Roraima. É uma das formações geológicas mais antigas da terra, quando os continentes ainda nem estavam separados e formados, há cerca de dois bilhões de anos.

monte roraima (1)

E para completar, é um local cercado de história. A primeira pessoa que viu a grandiosidade do Monte Roraima foi o inglês Everard im Thurn, em 1884. Em 1927 foi a vez de Marechal Cândido Rondon, o primeiro brasileiro, alcançar o topo e fincar uma pedra demarcando a tríplice fronteira desses três países. Mas só na década de 1970 que escaladores ingleses tentaram e conseguiram escalar o monte.

:: Parque Nacional Serra da Capivara, no Piauí, é um destino incrível e pouco conhecido

Porque ir

Milhares de turistas vão para o Monte Roraima hoje. Chegar até o topo é um desafio enorme, que demanda muita força de vontade, disposição e preparo físico. Mas tudo isso é recompensado com a vista indescritível lá de cima em um lugar simplesmente incrível. Em algumas épocas do ano, como a Páscoa e o Natal, tem até filas.

monte roraima (2)

Outra opção para quem não quer muita adrenalina é fazer um passeio de helicóptero e descer lá no topo da montanha. O que não é a mesma sensação, já que não será necessário caminhar por todo o trajeto nem conhecer o caminho que também tem suas atrações.

Um exemplo são algumas grutas no caminho, onde em 2006 uma equipe de cientistas explorou o local e um ano depois retornou com apoio da NASA para investigar melhor micróbios encontrados nas paredes das grutas que poderiam ter pistas sobre a vida em outros planetas.

Como ir

Independente do tempo que você tem disponível para conhecer essa imensidão, certamente terá um pacote adequado para aproveitar o passeio. Há opções de três, sete, dez dias ou até mesmo duas semanas para quem tem mais tempo. Os pacotes são organizados por empresas especializadas que vão te apresentar e garantir um passeio inesquecível.

:: Chapada Diamantina, o destino baiano de tirar o fôlego

Mas antes de ir procure estar bem preparado. Faça caminhadas e trilas nos finais de semana alguns meses antes de viajar para ter um melhor condicionamento físico e aproveitar bem o passeio. Lembre-se que são 90 quilômetros até o cume. Podem levar dois dias ou até sete se você for fazer uma exploração maior da área.

De outubro a abril é um período com menos chuvas, mas se você for nas épocas de chuvas poderá ver de perto lindas cachoeiras que são formadas nos paredões das montanhas. Procure estar bem preparado para aproveitar ao máximo o passeio e tenha dias inesquecíveis conhecendo esse lugar incrível que é mais um daqueles que a natureza simplesmente nos impressiona.

Deixe aqui o seu comentário