Viajante Aprendiz: como Marcos Vaz empreendeu com sua marca no Instagram

Vaz aonde? O trocadilho é intencional e dá largada ao novo espaço aqui do blog: Viajante Aprendiz. A partir de hoje, todas as terças-feiras, vamos trazê-lo para uma viagem. Histórias de pessoas que estão, literalmente, se jogando nesse mundão de formas criativas, empreendedoras, inteligentes e econômicas, seja para lazer, trabalho ou estudos. O objetivo é inspirar quem está pensando em viajar, mas ainda não sabe muito bem por onde começar.

O nosso primeiro personagem é o instagrammer Marcos Vaz, de 27 anos, que comanda o VazAonde, forma divertida de relacionar o IG ao próprio nome, e o InstaSamurai. Engenheiro civil, em 2010 fez um intercâmbio na terra dos cangurus. Voltou para casa com uma meta e, como já disse Albert Einstein: “a mente que se abre a uma nova ideia jamais volta ao seu tamanho original”. Tinha decidido: conhecer 50 países antes de completar 30 anos.

africa do sul - johanesburgo
Marcos Vaz, em Joanesburgo, na África do Sul

Viagens e o desejo de empreender

De lá para cá, acumulou aventuras em destinos como Austrália, Nova Zelândia, Tailândia, Indonésia, Estados Unidos, África do Sul, países da Europa e um mochilão pela América do Sul. Com as viagens, veio também a decisão: empreender. “Eu não via nenhum dos meus chefes levar a vida que eu gostaria de ter no futuro”, afirma, referindo-se aos quatro anos em que fez estágio na área de engenharia.

africa do sul face adrenalin bungy
Face Adrenalin Bungy, na África do Sul

Todo dinheiro que ganhava, economizava para viajar. Passou a estudar o mercado digital, desenvolveu habilidades de vendas, uma formação em coaching, investiu em equipamentos e começou a fazer um trabalho totalmente focado no Instagram, em 2013. Na época, a ferramenta estava se popularizando no Brasil. “Eu já usava há dois anos e enxerguei um grande potencial”, explica.

Aos poucos, ingredientes como mar, montanhas, cachoeiras, paisagens exóticas, adrenalina e seus roteiros inusitados passaram a diferenciá-lo no Instagram. Todos queriam saber: como levar uma vida assim? Passou a trabalhar melhor sua imagem e começou a ser procurado para dar dicas de viagens e roteiros pelo mundo. “Meus amigos passaram a me ver como uma autoridade de viagem”. Aí, foi só questão de tempo para atrair seu público, que hoje é de mais de 18 mil seguidores, só no Instagram.

Horseshoe Bend, nos Estados Unidos
Horseshoe Bend, nos Estados Unidos

Na sequência, veio o projeto InstaSamurai, hoje com público de quase 23 mil pessoas, totalmente focado em dicas e estratégias para alavancar postagens, fortalecer a marca e converter mais usando a ferramenta. Vaz oferece 90% do conteúdo gratuitamente e esse foi o pulo do gato para construir audiência. “É uma satisfação imensa ver as pessoas seguirem as dicas, além de pulverizar todo o conhecimento que adquiri”, comemora.

:: Veja também: 7 países baratos e perfeitos para viajantes que querem gastar pouco

Atualmente está explorando o Brasil – os últimos destinos foram Costa do Dendê e Chapada Diamantina, na Bahia – mas, já está arrumando as malas para conhecer o Irã e Dubai, em março.

Da meta, já conheceu 21 países. Eleger o destino preferido é a pergunta mais difícil para um viajante, segundo Marcos. Mas, ele tem seus prediletos. Considera a Austrália o mais completo para fazer turismo, pela diversidade de suas paisagens, que vão desde o mar até os extensos desertos.

rio de janeiro - pedra do telefrago
Pedra do Telégrafo, no Rio de Janeiro

A Tailândia, através da sua cultura, é um lugar que muda a cabeça de forma surpreendentemente positiva. Já Cape Town, na África do Sul, tem paisagens fascinantes. Se o objetivo fosse escolher um lugar para morar, também incluiria sua casa na lista, o lindo e amado Rio de Janeiro.

Aproveite e confira o seu depoimento sobre o uso do Stopover no vídeo abaixo:

Vaz também tem um blog, onde compartilha projetos e suas aventuras pelo mundo. Se quiser conhecer mais, confira aqui.

Deixe aqui o seu comentário

0 thoughts on “Viajante Aprendiz: como Marcos Vaz empreendeu com sua marca no Instagram

  1. Pingback: Chapada Diamantina, o destino baiano de tirar o fôlego | Viajantes Aprendizes